Os empréstimos feitos em cooperativas financeiras passaram a pagar IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). Até então elas eram isentas. As alíquotas agora são iguais as que incidem nos empréstimos feitos em outras instituições financeiras: 0,38% mais 0,0082% ao dia, o que equivale a 3% ao ano.

Segundo especialistas, mesmo com a cobrança as cooperativas vão continuar sendo uma opção interessante para quem procura empréstimo mais barato. Isso se explica pelo fato das cooperativas não possuírem fins lucrativos o que possibilita a oferta de taxas de juros mais competitivas. Os juros cobrados pelas cooperativas podem chegar a metade daquele praticado no mercado.

Além disso, as cooperativas continuam sendo atrativas por oferecerem outros produtos financeiros como cartões de crédito, conta corrente, investimentos, previdência, poupança, entre outros, com taxas e tarifas mais acessíveis.

Para ter acesso a todos os produtos e serviços oferecidos pelas cooperativas financeiras é necessário ser cooperado. Qualquer pessoa (física ou jurídica) pode ter uma conta em uma cooperativa financeira.

O processo de adesão a uma cooperativa é igual a abrir uma conta em instituições financeiras tradicionais: você deve apresentar documentos de identidade, como RG e CPF, comprovante de residência e comprovante de renda.

JoomShaper