Horário de verão: alteração no funcionamento do Sicoob

 A partir do dia 15 de outubro, começa o horário de verão no Brasil. Até o dia 15 de fevereiro de 2018, em alguns estados, o Sicoob terá novo horário de funcionamento, são eles: Rio Grande do Sul (RS), Santa Catarina (SC), Paraná (PR), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Espírito Santo (ES), Minas Gerais (MG), Goiás (GO), Mato Grosso (MT), Mato Grosso do Sul (MS) e o Distrito Federal (DF). Nesses locais os relógios deverão ser antecipados em 1 hora.

Com o objetivo de possibilitar as transações bancárias sem impactos para os cooperados, o horário de funcionamento do Sicoob também será alterado e deve ser antecipado, mesmo em regiões que não abrangem o horário de verão, como é o caso de Alagoas (AL), Amapá (AP), Amazonas (AM), Bahia (BA), Ceará (CE), Maranhão (MA), Pará (PA), Paraíba (PB), Pernambuco (PE), Piauí (PI), Rio Grande do Norte (RN), Rondônia (RO), Roraima (RR), Sergipe (SE) e Tocantins (TO). 

Ficam de fora do horário de verão as seguintes regiões: Manaus (AM); Belém (PA) e sua região metropolitana – Ananindeua, Benevides, Castanhal, Marituba e Santa Bárbara do Pará e Santa Izabel do Pará; Fortaleza (CE) e sua região metropolitana – Aquiraz, Cascavel, Caucaia, Chorozinho, Euzébio, Guaiuba, Horizonte, Itaitinga, Maracanaú, Maranguape, Pacajus, Pacatuba, Pindoretama e São Gonçalo do Amarante; Recife (PE) e sua região metropolitana – Abreu e Lima, Camaragibe, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Paulista, Cabo de Santo Agostinho, São Lourenço da Mata, Ipojuca, Goiana, Escada Moreno, Ilha de Itamaracá e Araçoiaba; Salvador (BA) e sua região metropolitana: Candeias, Camaçari, Dias D’Avila, Itaparica, Lauro de Freitas, Madre de Deus, Mata de São João, São Francisco do Conde, Simões Filho, Vera Cruz, Pojuca e Sebastião do Passé; e Acre (AC). Esses locais não sofrerão com alteração no horário de atendimento ao cooperado.

Chegou mais uma edição da Revista Sicoob

A 30ª edição da revista apresenta o mundo digital do Sicoob. O destaque vai para os novos aplicativos desenvolvidos pelo Sistema: Sicoob Faça Parte e Sicoob Conta Fácil, além de mostrar todos os apps disponíveis para facilitar a vida dos nossos cooperados.

Ainda envolvendo o meio virtual, nessa edição, especialistas em segurança na internet recomendam ações para reduzir o risco de ataques em crimes cibernéticos.

Na revista, o mercado de trabalho também é tema de destaque. O entrevistado da vez, Bruno Ottoni, pesquisador da Fundação Getúlio Vargas e do Instituto Brasileiro de Economia (FGV-IBRE), faz uma análise sobre as principais mudanças da reforma trabalhista. Além disso, é possível conferir histórias de sucesso de franquias e novas oportunidades de trabalho no exterior.

Também voltada para o empreendedorismo, a revista mostra como empresários descobrem caminhos para o sucesso, a partir do cooperativismo, e como as lojas colaborativas estão transformando a maneira de gerir negócios.

Além de produtos e novidades do Sicoob, opções para poupar e fazer o dinheiro render também aparecem nessa edição, bem como temas sobre saúde e sustentabilidade.

Fechando essa edição, Ricardo Amorim – economista e apresentador da Globonews – fala a respeito de causas e consequências da terceirização em um artigo especial.

A revista está disponível em versão digital para as plataformas iOS e Android e já pode ser baixada.

 

Sicoob tem desempenho positivo no primeiro semestre de 2017

Apesar da lenta recuperação da economia brasileira, o desempenho do Sicoob no primeiro semestre de 2017 manteve o patamar elevado dos números para o período. Um dos principais destaques é o número de ativos totais. Foram R$ 83,4 bilhões registrados no primeiro semestre, um salto de 23,2% comparado aos R$ 67,7 bilhões alcançados no mesmo intervalo do ano passado.

As cooperativas do Sistema encerraram o primeiro semestre de 2017 com R$ 1,25 bilhão de sobras, um crescimento de 9,1% em relação ao mesmo período de 2016. Outro número relevante é o de novos associados: 412 mil, uma alta de 12,4%. “Esse número é muito importante para nós. Mostra que o público acredita cada vez mais no nosso sistema”, comenta o presidente do Sicoob, Henrique Castilhano Villares. “Creditamos este indicador à política dos melhores juros do nosso principal produto, o qual chamamos de confiança, que é o crédito”, afirma Villares.

Atualmente, mais de 3,7 milhões de pessoas contam com o amplo portfólio de produtos e serviços financeiros oferecidos pelas cooperativas. A rede de atendimento também cresceu e chegou a 2.626, um acréscimo de 146 novas agências, o que representa um aumento de 5,6% em relação período anterior. O que isso significa? O Sicoob ainda mais próximo de você!

Além disso, consequentemente, a oferta de emprego avançou em 4,4% no Sistema, número positivo diante do cenário de desemprego que o país enfrenta. “Nesse semestre, 1.260 novos empregos foram gerados. Os números estão dentro das nossas perspectivas de avanço e mostram que o Sicoob está crescendo, trazendo gente nova ao Sistema e que as pessoas estão satisfeitas”, acrescenta o presidente.

O patrimônio líquido somou R$16,9 bilhões, uma alta de 13,9% se comparado ao primeiro semestre de 2016. Os depósitos do Sistema somaram R$ 52,9 bilhões, aumento de 23% em relação ao ano anterior, com destaque para os depósitos a prazo, que evoluíram 24,1%, e os depósitos à vista que cresceram 23,9%.

Sicoob é um dos maiores grupos empresariais do país no ranking da Exame - Melhores e Maiores

Neste ano, o Sistema subiu 12 posições na classificação – passando de 51º para 39º colocado – no ranking dos 200 maiores grupos privados do país, o Melhores & Maiores da revista Exame. 

Esse resultado reflete a inovação, agilidade e essência da instituição: a economia compartilhada, feita por todos e para todos. Por não ter fins lucrativos, nas cooperativas os cooperados são donos do negócio e os resultados são divididos, além de usufruírem de produtos e serviços financeiros como as instituições financeiras tradicionais.

Adicionalmente, o Bancoob – agente financeiro e facilitador na redução dos custos das cooperativas do Sicoob – também foi destaque em diversas categorias:

• 34º em Patrimônio; 

• 11º em Crédito para Grandes Empresas; 

• 14º em Crédito Pessoa Jurídica Total; 

• 18º em Empréstimos e Financiamentos; 

• 15º em Receita de Intermediação Financeira e Serviços; 

• 9º em Riqueza criada por empregado; 

• 15º em Total do Ativo Ajustado; 

• 8º em Depósito em Poupança; 

• 9º em Emissores de cartões de crédito. 

A edição 2017 da Melhores & Maiores avaliou os dados de mais de 3 mil empresas, além dos maiores grupos privados do país. O objetivo do ranking é medir o desempenho das empresas individualmente. Além das receitas de vendas, em reais e em dólares, a lista fornece informações como lucro ou prejuízo, patrimônio, crescimento das vendas, rentabilidade, liquidez, endividamento, riqueza gerada e riqueza criada por empregado.

O critério de avaliação é basicamente uma comparação dos resultados obtidos em termos de crescimento, rentabilidade, saúde financeira, participação de mercado e produtividade por empregado.

A edição da Revista Exame Melhores e Maiores – 2017 está disponível no portal para assinantes e no aplicativo da Exame.  Além disso, você pode encontrá-la em todas as bancas do país.

Sicoob conquista prêmio de melhor solução tecnológica do sistema financeiro cooperativo

 

O Sistema de Informática do Sicoob (Sisbr) foi premiado como a melhor solução de automação de cooperativas financeiras do Brasil durante a 17ª edição do Prêmio efinance. O evento ocorreu ontem (7/6), em São Paulo, durante o CIAB/FEBRABAN – congresso referência na América Latina em tecnologia da informação para o setor financeiro. O sistema foi o vencedor da categoria “Automação e Cooperativa”.

O Sisbr é uma solução de automação bancária desenvolvida e moderna que realiza o controle financeiro, contábil, operacional e de apoio à decisão para instituições financeiras. Dentre as principais características, destacam-se o portfólio com mais de 40 módulos integrados, desenvolvimento próprio por equipes técnicas altamente qualificadas e conhecedoras do negócio, compliance com regulação, processos consolidados de governança, solução multiplataforma e fortemente parametrizada, presença nos principais canais de atendimento, monitoração 24X7 e serviços críticos contingenciados geograficamente.

Orientado para o futuro, o Sisbr está em constante evolução tecnológica, modernizando seus produtos e serviços para propiciar o crescimento dos negócios do Sicoob. Este sistema é utilizado, diariamente, por mais de 35 mil funcionários e dirigentes para atendimento presencial nos mais de 2.500 pontos de presença física do Sicoob espalhados pelo Brasil.

Além do atendimento humanizado nas cooperativas, o Sisbr traz para os cooperados toda a comodidade e facilidades constantes nos canais digitais, que atualmente contam com mais de 200 transações de negócio disponíveis para uso 24 horas por dia e sete dias por semana.

Além da premiação do Sisbr, o Sicoob conquistou outros dois importantes prêmios nessa edição do efinance 2017. O case “MRS – Monitora Rede Sicoob”, premiado na categoria “Plataforma de Informação”, demonstra como a implantação da Plataforma de Monitoração auxiliou no aprimoramento dos controles e processos relacionados aos canais digitais, garantindo uma experiência única aos cooperados do Sicoob. O outro case “Canais Digitais do Sicoob”, premiado na categoria “Canais Digitais”, demonstra como elevar o grau de satisfação dos cooperados e fortalecer a atuação sistêmica do Sicoob no mercado financeiro nacional, com a adoção de novas tecnologias e o uso efetivo de plataformas no ambiente digital.

Segundo o presidente do Sicoob, Henrique Castilhano Vilares, “é um grande orgulho para o Sicoob, pois mostra que estamos no mesmo nível dos grandes bancos em automação bancária. Ter um reconhecimento público de uma revista indica que estamos no caminho correto”. “O mundo da TI evolui a cada segundo. Hoje há uma concorrência muito grande, principalmente na movimentação digital. Estamos orgulhosos em poder prestar aos nossos cooperados e ao nosso sistema, a melhor tecnologia que o País dispõe hoje. E não somos nós que estamos dizendo isso, é a imprensa específica de automação bancária”, completa Vilares.

Vem aí a nova Revista Sicoob!

Inovações, reforma da previdência, mudanças na educação e empreendedorismo são temas da edição 29 da Revista Sicoob.

O destaque dessa vez ficou por conta das startups que trazem nova dinâmica ao agronegócio. A matéria de capa trata de empresas brasileiras que estão revolucionando o campo e o cotidiano de agricultores e corporações no Brasil e no mundo.

Nessa edição você também conhece a história de duas mulheres que deixaram seus empregos para empreender e como o comércio eletrônico cresce de forma significativa no Brasil, superando a crise.

O entrevistado da vez é Rogério Nagamine – economista do Ipea – falando sobre a reforma da Previdência e seus impactos. Já o artigo da revista foi escrito pelo especialista em Educação Financeira, Reinaldo Domingos, que dá dicas sobre o que fazer com o resgate de recursos do FGTS.

A matéria especial da edição 29 trata sobre os novos modelos educacionais que ganham cada vez mais espaço em escolas nada tradicionais. Outras inovações como a prática de atividades de relaxamento e lazer em ambientes de trabalho também são tratadas na revista; além dos benefícios e vantagens que acompanham os serviços que você contrata sem saber.

Fechando a edição desse trimestre, você confere como a Coopercitrus e o Sicoob Credicitrus estão transformando a vida de milhares de pessoas. Além disso, vai entender a importância de ter um seguro de vida e suas principais vantagens.

A nova revista também está disponível em versão digital e já pode ser baixada para as plataformas iOS e Android.

JoomShaper